04 Sep 14

10 sinais de que você pode ter cândida

Artigos
Por Luciana Vieira

insonia_escritorio

Você sabe o que é cândida? Ela é um fungo que vive em quantidades pequenas na nossa boca e no nosso intestino. Ajuda na digestão e absorção de nutrientes, mas quando ela se reproduz demais (mais info abaixo) é capaz de romper a parede do intestino e penetrar na corrente sanguínea, liberando toxinas no nosso organismo.

Esse fenômeno pode produzir diversos sintomas, de depressão a problemas digestivos. As bactérias que vivem felizes no nosso intestino mantém equilibrados os níveis de cândida, porém, muito são os fatores que podem colaborar para que a quantidade de candida cresça desordenadamente:

  • Dieta rica em açúcar (não só o branco, mascavo e mel, por exemplo, mas também farináceos, pães, tortas e massas);
  • Muito álcool;
  • Contraceptivos;
  • Alimentos fermentados (que são saudáveis) como chucrute, picles e kombucha em excesso;
  • Estresse excessivo;
  • Tratamento com antibióticos, que mata as bactérias benéficas também.

pilha_de_medicamentos

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
17 Jul 14

5 antibióticos que não requerem prescrição médica

Saúde express
Por Luciana Vieira

pilha_de_medicamentos

No post “Vírus ou Bactéria?” dei dicas de como evitar o antibiótico quando seu uso não é necessário. E mesmo assim, embora seja ótimo poder acabar com infecções bacterianas rapidamente (o que até a penicilina ser produzida em larga escala era muito difícil), seu uso – ironicamente – debilita nosso sistema digestivo ao “matar” também as bactérias boas que habitam nosso intestino. Antibióticos enfraquecem consideravelmente nosso sistema imunológico, o que provoca outras infecções, não só bacterianas, no futuro.

É por isso que eu corro dos antibióticos. Já tomei muitos no passado e por experiência própria sei que os médicos prescrevem antibióticos desnecessariamente. Minha primeira experiência nessa área aconteceu há 10 anos quando me consultei com um infectologista. Eu vivia doente, com infecções de todos os gêneros. Ele me indicou um antibiótico que deveria ser usado como “profilático”, ou seja, de tempos em tempos tomava um para uma infecção que ainda não aconteceu (!?), apenas para evitá-la! Hoje questiono toda prescrição médica. Já deixei de dar antibiótico prescrito pra Olivia umas 5 vezes, de infeção no ouvido a urinária, sempre tratando de forma natural para aliviar sintomas e esperando que o próprio sistema fizesse a sua parte. Sempre funcionou e ela nunca precisou tomar um sequer.

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
15 Jun 14

Como nocauteei o vírus do herpes labial

Dicas
Por Luciana Vieira

herpes

Quem tem herpes labial sabe o quanto esse vírus pode ser incômodo e nunca entende porque é que ele tem que dar o ar da graça na véspera de um evento importante. Deve ser porque ele gosta de sair nas fotos, para que você sempre se lembre de que ele está ali esperando a primeira oportunidade para atacar.

E é isso mesmo o que acontece. A gente nunca consegue se ver livre dele. Pode ser que ele passe anos dormindo e a gente até pense que está curado. Porém isso nunca acontece.

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
Up