28 Jun 16

Jejum Intermitente

Dieta
Por Luciana Vieira

Você deve ter passado a sua vida inteira ouvindo que o café da manhã era a refeição mais importante do dia e que para ser saudável, você deveria comer várias pequenas refeições ao longo do dia. Porém, esses conceitos mudaram ao longo dos anos e hoje existem pesquisas que confirmam os benefícios do jejum intermitente, que é o que você faz quando sai de casa de manhã sem comer, ou quando passa a manhã na cama no fim de semana e tem o almoço como sua primeira refeição do dia.

Tais pesquisas sugerem também que o jejum tem os mesmos efeitos benéficos da restrição calórica, o que aumenta drasticamente a expectativa de vida em animais. Além de tudo isso, o jejum intermitente pode ser usado como opção por aqueles que não conseguem reduzir a ingestão diárias de calorias e precisam perder peso. Outros beneficios do jejum intermitente seriam: aumentar o nível de produção do hormônio do crescimento (também conhecido como “fitness hormone), facilitar a perda de peso, reduzir a resistência à insulina, reduzir inflamação, melhorar a pressão arterial e aumentar a massa magra.

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
13 Jan 16

O que causa a obesidade?

Artigos
Por Luciana Vieira

Há inúmeras causas para a obesidade e algumas delas, embora poucas, nem estão ligadas à alimentação.

Porém, quando se trata de obesidade causada por excessos na alimentação, ela nem sempre vem da falta de força de vontade, preguiça ou simplesmente gula.

Há mecanismos químicos fortíssimos no nosso organismo que mudam não só nossa biologia, mas o nosso comportamento com relação à comida. Uma dieta inadequada, como é a típica dieta ocidental e a ingestão exagerada de açúcar e gorduras de má qualidade, dentre outros, podem levar a um quadro conhecido como resistência a leptina.

Obesidade

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
04 May 15

Alimentaçao natural passo a passo

Artigos
Por Luciana Vieira

Chega uma hora em que a gente precisa parar, dar um basta e começar tudo de novo.

Foi o que aconteceu comigo há quase 5 anos, quando estava cheia de problemas de saúde e decidi mudar minha alimentação.

pare

Hoje vejo que isso foi definitivo para que minha qualidade de vida melhorasse e eu conseguisse me dedicar às coisas que gostava. Na época essa foi apenas uma atitude radical que tomei com impactos, a meu ver, mais a curto prazo. No meu caso, a mudança foi radical. Parei de comer qualquer tipo de produto animal. Nada de peixe, lácteos, ovos, nada. Depois comecei a pesquisar se o que eu estava fazendo estava correto, quais as potenciais deficiências nutricionais que eu teria etc. E foi aí que conheci o veganismo e a macrobiótica (que não é uma dieta vegana nem vegetariana, como falo nesse post). A partir daí comecei a reincorporar alguns alimentos na minha dieta e hoje procuro manter uma alimentação o mais variada possível, com alimentos orgânicos sempre que possível, quase 100% natural. É claro que saio da linha de vez em quando, como um chocolate, uma sobremesa num jantar especial, mas isso não acontece sempre e para dizer a verdade, não faz a menor diferença porque quando mantemos um corpo saudável com uma boa alimentação, ele se encarrega de digerir bem e eliminar aquilo que não deveria fazer parte da sua dieta.

Continue Lendo >>

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
Up