24 Jan 15

Produtos “light”: Não embarque nessa!

Dieta, Saúde express
Por Luciana Vieira

shutterstock_lacteos

É incrível como a gente ainda ouve por aí profissionais qualificados recomendarem produtos light (ou com baixa gordura) e produtos lácteos sem gordura. Felizmente cada vez é maior o número de pessoas que já acredita que este não é o caminho mais saudável. Não consuma mais produtos light, zero gordura, semi-desnatados etc.

Não sou a favor do uso desenfreado de produtos lácteos, especialmente leite de vaca, pasteurizado (o leite “cru” ainda tem vantagens que superam as desvantagens), porém se você os consome saiba que estudo recente aponta que o ácido palmítico, presente naturalmente nos lácteos integrais, oferece proteção contra a resistência a insulina e diabetes. Esses alimentos, em sua versões integrais, também ajudam a reduzir o risco de câncer, o sobrepeso e a doença cardíaca. Pesquisa anterior ainda fala novamente das manteigas (e não margarinas, que nem deveriam mais fazer parte do seu cardápio) e mostra que os níveis de açúcar no sangue permaneceram mais estáveis após os participantes comerem uma refeição rica em manteiga do que feita com azeite de oliva, óleo de canola ou óleo de linhaça (mais sobre óleos aqui).

Mais uma vez. Produtos light ou sem gordura não fazem o menor sentido. Nem se você estiver fazendo dieta para perder peso. A gordura é o que ajuda a mantê-lo sem fome por mais tempo. A gordura aporta sabor aos alimentos. A indústria, ao extrair a gordura de um produto, precisa colocar outra coisa em seu lugar, sendo normalmente açúcar, adoçantes e outros produtos artificiais.

Coco fruta

Aqui em casa nunca mais compramos nada light. Para a Olivia, quando dou algum produtos industrializado, é sempre integral. Como consumimos poucos produtos lácteos, uma opção saudável é o leite de coco. Aqui na Ingraterra também encontramos facilmente iogurtes de coco orgânico e outros derivados do coco de ótima qualidade, que usamos em substituição aos lácteos.

E você? Costuma consumir artigos light ou com baixa gordura?

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
2 comentários
  1. Christiane Moser Dupui 11 Feb 2015 | 14:07

    Oi Lu! Saudades de você! Simplesmente adoro seu site e , graças a voce, desde que falamos sobre este assunto lá atras (2010, ainda em Madrid!) eu revi totalmente este conceito errado que nutricionistas me passaram em dietas de reeducação alimentar! Continue este seu trabalho lindo que a gente só te agradece! Beijos para todos!!!

    Responder
    • Luciana Vieira 21 Feb 2015 | 09:02

      Oi Chris, quanto tempo! Que saudades do nosso tempo em Madrid! Obrigada pelo comentário carinhoso. Eu ando tão ocupada com a faculdade que infelizmente não tenho mais conseguido escrever como gostaria… mas não dá pra fazer tudo, né? Beijos a todos.

      Responder
Escreva o seu comentário
* Não será divulgado

Up