20 Oct 14

Chegou a hora de falarmos sobre o Número 2

Dicas
Por Luciana Vieira

constipacao

Já faz um mês que não apareço por aqui. No começo de Setembro estava finalizando meu programa Whole30 (sobre o qual pretendo falar em breve pra vocês novamente) e decidi operar meu joelho. Já fazia um tempo que estava com uma fissura no Menisco e depois de tentar várias terapias alternativas e musculação, a dor ainda estava ali. Operei, a recuperação foi ótima e já estou andando normalmente.

Hoje o assunto sobre o qual vou falar é muito comum na Naturopatia. Na area que escolhi para trabalhar, uma das primeiras perguntas que fazemos aos pacientes é: “Como é o seu cocô?”. Eu considero esta a pergunta mais importante de todas, porque é a partir daí que conseguimos conhecer melhor a pessoa e orientá-la de forma correta para que melhore sua saúde, perca peso, aumente sua imunidade etc. Na minha área tudo gira em torno do número 2.

Você foi ao banheiro hoje de manhã? Se sim, você é um felizardo que não está entre os mais de 20 milhões de brasileiros que sofrem de prisão de ventre, porque este é o número estimado de pessoas no Brasil que passam o dia com aquela sensação de peso inevitável após uma tentativa frustrada de ida ao banheiro.

Chegou a hora de falarmos sobre o Número 2

indigestao

Já ouvi muito médico dizer que cada indivíduo tem o seu ritmo e que pode ser normal ficar 2 dias sem ir ao banheiro, por exemplo… Tudo o que tenho estudado diz justamente o contrário. Na Naturopatia e na Medicina Chinesa, saudável é conseguir ir ao banheiro de 1 a 3 vezes ao dia.

Brasileiros gastam mais de 430 milhões de reais em laxantes anualmente*, sem contar os milhões gastos em outros “medicamentos” ou suplementos que auxiliam a digestão.

Não é normal ter prisão de ventre

Estar constipado significa carregar para todos os lados uma bolsa cheia de toxinas. Se você é preocupado com a sua saúde ou a sua aparência, antes de procurar solução para questões aparentes, como acne, gordura localizada, preocupar-se em aumentar seus músculos, aplicar botox, priorize a saúde do seu intestino. A prisão de ventre pode levar a vários problemas secundários: ganho de peso, alergias, gases, má absorção de alimentos, cansaço extremo, enxaqueca, azia, dor nas costas, dentre muitos outros. Muitos pensam que isso é normal, que faz parte da vida, tomam laxantes e colocam supositórios (até em bebês) como se prisão de ventre não fosse um problema a ser resolvido de uma vez por todas. Se você pensa assim, está na hora de repensar esse assunto!

O que você pode fazer a respeito?

Antes de começar a estudar alimentação natural e mudar minha dieta, eu tinha constantes “dores de barriga”. Passava dias com aquela sensação horrível de peso na barriga, sofria depois de cada prato de comida, não conseguia ir ao banheiro com a frequência que deveria, e muitas vezes se eu me pergutasse quando fui ao banheiro pela última vez eu não sabia a resposta. E embora eu fosse magra, havia dias em que minha barriga ficava tão estufada que eu tinha que abrir o botão da calça depois de comer.

Quando eu passei a me alimentar melhor e prestar atenção ao que acontecia com meu corpo (e minha barriga) depois de cada alimento, comecei a escolher melhor o que comia e com isso minha digestão começou a se normalizar.

Vou contar pra vocês algumas coisas que ajudaram a regular minha digestão. Quem sabe essas atitudes simples podem ajudar você também.

agua_com_gas_2

A primeira dica parece óbvia, mas nem todo mundo segue. Beba muita água. Eu mesma, no tempo da Macrobiótica, acreditava que o corpo nos dizia quando precisávamos de água. Hoje minha rotina inclui pelo menos 2 litros de água pura por dia. Encho uma garrafa de 1 litro após o café da manhã e outra logo após o almoço (que devo finalizar até as 6 da tarde para não levantar a noite para fazer xixi). Não conto o suco verde da manhã, os chás ou mesmo o café que tomo ao longo do dia. Lembre-se: Se você está desidratado seu corpo vai buscar água onde encontrar. E o intestino é um dos primeiros órgãos a sofrer com isso.

Sente-se lá e espere: É como se você dissesse para o seu intestino: Enquanto você não funcionar, eu não saio daqui. Depois de alguns dias ele vai entender o recado. Um intestino saudável normalmente te acorda no horário em que seu despertador costuma tocar e te diz “hora de ir ao banheiro!”, porém nem todos nós temos esse reloginho interno… Alguns dão o sinal ao intestino com a ingestão do café da manhã. Seja qual for o seu “ritmo”, sente-se lá e espere. Mesmo que seu intestino não funcione nos primeiros dias, ele logo vai passar a colaborar… mas você precisa incluir isso na sua rotina, seja acordando mais cedo, seja encontrando espaço para fazê-lo após o café da manhã. E se der vontade de ir ao banheiro no meio do dia, não tenha dúvidas. Vá. Você vai perceber que tudo está entrando nos eixos quando conseguir fazer o número 2 regularmente e sair do banheiro com a sensação de que esvaziou o intestino.

mulher_geladeira

Pare de comer o tempo todo: O que eu gosto sobre a minha dieta, é o fato de comer gordura (de boa qualidade) suficiente para não ter fome até a próxima refeição. O conceito de comer a cada 3 horas é indicado para dietas de baixa gordura e baixa caloria o que, na minha opinião, não é a melhor dieta, por uma série de razões. Com 3 refeições por dia é mais fácil aprender o que te cai bem e em que proporção. E se por alguma razão meu intestino não funciona logo de manhã, normalmente, após a próxima refeição isso acontece. Sem contar que você só come de novo quando a refeição anterior já foi totalmente digerida, o que me parece muito menos cansativo para o organismo.

Coma comida de verdade e mantenha tudo simples: Evite ao máximo alimentos industrializados, comprados prontos e quando cozinhar em casa ou preparar algo você mesma, não invente muito. Use poucos ingredientes e não faça combinações erradas de alimentos como Cheescake com Frutas ou Melão com Presunto (mais sobre isso em breve).

correndo_chuva

Exercite-se: Exercício físico é sempre importante e, neste caso, aumenta a circulação sanguínea e provoca motilidade intestinal. O exercício também acelera o metabolismo e, consequentemente, todo o processo digestivo.

Quem é que consegue viver com prazer e de forma confortável dentro de uma casa suja e desarrumada? Nosso corpo deve ser visto como a nossa casa. Se você já passou alguns dias sem tomar banho deve ter se sentido mal, mal humorado, pesado. O mesmo acontece quando não eliminamos resíduos e toxinas, que ficam acumulados dentro da gente, causando desconforto e outros problemas de saúde, como já mencionado acima.

O que você achou deste artigo? Você tem uma história parecida para contar? Como anda a saúde do seu intestino?

 

*Dado divulgado pela IMS Health, empresa que fornece informação para a indústria farmacêutica e outros da área de saúde.

Se você encontrou algum erro neste texto, por favor, mande sua sugestão de correção aqui.
2 comentários
  1. Carlos Haddad Aron 26 May 2015 | 16:17

    Sofri anos com esse assunto até que um médico me receitou simplesmente uma disciplina ( horário ) para ir ao banheiro.Isso demorou pouco menos de uma semana. De lá para cá funciona melhor que um relógio Suisso.
    E, alimentação é claro : verduras, principalmente cozidas e frutas e mais água durante o dia, longe das refeições.

    Responder
    • Luciana Vieira 28 May 2015 | 17:24

      Oi Carlos, obrigada pelo comentário! Essa foi, sem dúvida, uma ótima recomendação do médico. Devemos ter hora pra acordar, dormir, almoçar e jantar, por que não para ir ao banheiro? Beijos

      Responder
Escreva o seu comentário
* Não será divulgado

Up