Artigos
Alimentação e hábitos saudáveis como medicina

O que é a Macrobiótica

arvore_por_do_sol

Macrobiótica não é uma dieta como são o vegetarianismo ou o veganismo. É apenas um conjunto de princípios dentro dos quais estão comer e viver em harmonia com a natureza e com as pessoas.

A comida que ingerimos é uma das poucas coisas sobre as quais temos controle.

Nós escolhemos todos os dias aquilo que comemos. Ninguém nos obriga a comer aquilo que não queremos. O alimento é também o que naturalmente transforma nossa biologia para que nós possamos nos adaptar ao ambiente que por sua vez está constantemente mudando. O Yin e Yang dão base à macrobiótica explicando como acontece essa dinâmica.

shutterstock_yin_yang

A macróbiotica sugere que comamos de acordo com as mudanças das estações, que escolhamos alimentos frescos que cresçam localmente e que usemos métodos tradicionais de preparação de alimentos. Assim, não há nenhum tipo de comida que seja proibida pela macrobiótica, uma vez que “comer macrobioticamente” é alimentar-se de acordo com nossas necessidades pessoais, as estações, o clima e o local em que vivemos.

shutterstock_super_natural

Alimentos considerados não saudáveis são aqueles que ignoram todos esses  fatores, como por exemplo, “fast food”, animais criados em fábricas e alimentos processados que mantém nada ou muito pouco do que havia de natural neles. Como comer esse tipo de comida não é alimentar-se de acordo com as mudanças naturais do meio em que vivemos, nós adoecemos.

homenzinho_infectado

Enfermidades ocasionadas pela má alimentação são vistas pela macrobiótica como a necessidade do nosso corpo de recobrar equilibrio com a natureza. Para algumas pessoas, “comer macrobioticamente” pode significar, inclusive, incluir em sua dieta algum alimento animal (natural, o que exclui animais criados enclausurados, com antibióticos e hormônios), para outros pode haver a necessidade de seguir uma dieta vegana (sem alimentos de origem animal: carnes, peixes, lácteos ou ovos). Para aqueles que optam pela macrobiótica como forma de se manterem saudáveis, tudo é permitido, desde que se mantenha variedade de alimentos e moderação.

vegetais_coloridos_7

Com isso, dá pra perceber que “fazer macrobiótica” não é apenas questão de preparar uma tabela com os alimentos que devemos ou não comer, como quando entramos em dieta e a nutricionista nos diz que devemos comer 2 colheres de arroz no máximo, um pedacinho de carne e uma saladinha. Tampouco se fala em calorias. Para mim a alimentação natural representou uma libertação porque nunca mais olhei pra comida e pensei “quantas calorias será que tem isso?”. E o mais incrível, quem se alimenta de forma natural e de maneira correta, dificilmente ganha peso.

 

Caso tenha interesse em aprofundar seus conhecimentos em macrobiótica, abaixo há algumas recomendações. Infelizmente, não há nada tão completo em português (do Brasil, pelo menos):

  1. “Modern-day Macrobiotics” e “Macrobiotics for Life” de Simon Brown
  2. “The Macrobiotic Way” Michio Kushi
  3. “The Macrobiotic Path to Total Health” Michio Kushi e Alex Jack

 

Este texto foi inspirado e parcialmente traduzido do blog do Phiya Kushi onde não mais consegui encontrar o texto original quando comecei a inserir conteúdo neste blog.

 

2 comentários
  1. Iuri Dieta 04 Jan 2016 | 20:05

    Parabéns pelo artigo. Vale ressaltar que a Dieta Macrobiótica tira a carne do cardápio, o que pode gerar um déficit de proteína ou ferro no organismo. Um acompanhamento de um especialista é o mais recomendado.

    Feliz ano novo!

    Responder
    • Luciana Vieira 14 Jan 2016 | 09:30

      Oi Iuri, vc está certíssimo. Na verdade, a Macrobiótica não é vegetariana, algumas pessoas seguem a dieta e comem carne de boa qualidade, mas é uma minoria. A maior parte realmente segue uma dieta mais vegetariana, com pouco peixe. Em artigos mais recentes eu explico porque voltei a comer carne e reintroduzi vários itens na minha alimentação, como ovos e frango orgânicos, por exemplo. É sempre bom ter o acompanhamento de um especialista! Obrigada pelo comentário.

      Responder
Escreva o seu comentário
* Não será divulgado

Up